Passagem de Mariana vale a passada!

Mina

Morei em Mariana, Minas Gerais, por 4 anos estudando Literatura em um dos campus da UFOP, mas confesso que foi somente um dia antes da minha formatura que fui conhecer de fato o Distrito de Mariana mais próximo à cidade. É sempre assim… quando moramos próximos a pontos turísticos  acabamos esperando aquele parente nos visitar para aí virarmos turistas em nossa própria cidade. Pois bem, em meio às solenidades da minha formatura fui com a parentada toda visitar o distrito Passagem de Mariana. 

Não se sabe ao certo o porquê do nome Passagem de Mariana. Ouvi dizer que como aquele pequeno vilarejo era a única passagem entre as cidades de Mariana e Ouro Preto, o nome pegou! Também li que foi devido ao “imposto de passagem”, um imposto cobrado em pontes públicas na travessia dos riachos. E justo há uma ponte nesse Distrito! hehehe Enfim, não sei o que motivou o nome dessa pequena cidadezinha, mas uma coisa posso afirmar com toda certeza: Passagem de Mariana vale a passada!

A parada obrigatória é na Mina de Passagem e no restaurante Sinhá Olímpia! A Mina de Passagem é simplesmente uma das maiores Minas de Ouro aberta à visitação do Mundo! A entrada custa R$30,00 a inteira, obviamente R$15,00 a meia, para quem tem carteirinha de estudante, e os moradores do Distrito não pagam. A diversão começa logo no início. Para começar o recorrido é preciso descer 140 metros de profundidade em um carrinho. Os claustrofóbicos já desistem aí, pois a impressão é de que vamos descer a um lugar super abafado. Contudo, quando chegamos lá embaixo a impressão é outra. Essa foi uma Mina construída com auxílio de máquinas. É espaçosa, ventilada e tem até um lago cristalino, que mergulhadores profissionais podem desfrutar. Certamente quem faz esse passeio consegue sentir um pouquinho do que foi o ciclo do ouro no Brasil. 

Mina1 

Mina2

Lá vamos nós!

Lá vamos nós!

Mina4

Mina6

Mina5

Demonstração de como se garimpava o ouro

Demonstração de como se garimpava o ouro

Mina8

Depois da Mina ou antes da Mina (a ordem não interessa) todo mundo tem que almoçar no Restaurante Sinhá Olímpia, que fica pertinho da ponte da cidade, na Rua do Boqueirão, nº 2. Até hoje nunca comi uma comida mineira tão boa! Às vezes me pego lembrando daquele tutu de feijão ou daquela galinha caipira. Não tem igual! Comida a la carte feita no fogão de lenha e que serve 4 pessoas tranquilamente! Ambiente simples, rústico e agradável! Demora um pouquinho quando está cheio, mas, afinal, a comida é feita na hora!

Sinha1

Tutu de Feijão!

Tutu de Feijão!

Feijão tropeiro!

Feijão tropeiro!

Galinha com quiabo!

Galinha com quiabo!

Sinha5

Sinha6

Minha dica então é essa: Passe por Passagem e fique um mucadim! Vale a pena!

Mina de Passagem: http://www.minasdapassagem.com.br/intpor.html

Matéria sobre a Mina de Passagem:  https://www.youtube.com/watch?v=4SqivTjGkJw

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s